Gustavo Vicente / Senhor Ninguém
12-12-2018
Teatro
No início, um jornal. Que as crianças folheiam, onde identificam notícias, umas reais, outras nem por isso, e a partir do qual fazem uma escolha: que história escutar primeiro?
A primeira grande decisão do leitor. Um homem, intrépido viajante e repórter vivo de todas as narrativas do jornal, acolhe a escolha coletiva do grupo e dá corpo à crónica do momento. Confessa: "Detesto falar de mim porque nunca quis ser um personagem, mas, que diabo, suponho que um escritor tem de enfrentar a sua própria vida". E assim se vão sucedendo as escolhas e as narrações, até sobrar o silêncio - espaço para onde nos recolhemos para pensar e escutar a nossa própria história.
As notícias, essas, não são sobre a atualidade jornalística. Caberiam noutro tipo de jornal, menos imediatista, mais ligado à vida das pessoas. São histórias intemporais, recolhidas e adaptadas das Rosas de Atacama, de Luís Sepúlveda. Nelas fala-se sobre homens, mulheres - e até um cão! - que se recusam a ceder, que resistem inconformados, que fazem pequenas revoluções anónimas. Piratas, bandoleiros, carregadores de mármore e outros mais mundanos são os protagonistas ? todos unidos pela ética e pela fé inquebrável na raça humana. Não é para isto que os jornais servem? Perguntamos. Para mostrar porque é que a vida merece ser vivida?


Gustavo Vicente trabalhou com os encenadores Gonçalo Amorim, Susana Vidal, João Garcia Miguel, Miguel Moreira, Joana Craveiro, e participou em vários processos de criação e formação artística, com outros tantos profissionais de renome, como João Brites, André Lepecki, Vera Mantero, Stefan Kaegi. É colaborador assíduo do Teatro do Vestido desde 2012. É professor de Correntes de Dança Contemporânea e Estudos de Performance na licenciatura de Estudos Artísticos ? Artes do Espectáculo da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL).


Direção e dramaturgia Gustavo Vicente
Criação Ainhoa Vidal, Gustavo Vicente, Inês Rosado
Espaço cénico Carla Martinez
Desenho de luz e vídeo João Cachulo
Música ao vivo Sérgio Nascimento
Interpretação Gustavo Vicente, Carla Martinez, Sérgio Nascimento
Coprodução Teatro Municipal do Porto e São Luiz Teatro Municipal, Lisboa
Duração aprox. 1h

FEVEREIRO
23 Sáb 16.00h

CAMPO ALEGRE Palco do Auditório
2.00€ (crianças e grupos escolares) | 5.00€ (adultos) | >6