Joana Providência / ACE Teatro do Bolhão / Poemas do Pé para a Mão
12-01-2018
Dança
 ...tudo porque as palavras nunca nos deixam de surpreender.
É mesmo assim que tudo vai acontecer: vamos viajar de palavra em palavra para descobrir a história da menina que não queria dormir nunca e da palavra que queria casar, dos cinco dedos que são filhos da mão e da palavra que dava uma imensa alegria a um certo rapaz. Vamos saltar de poema em poema, voar entre mini histórias que nos vão desconcertar, e tudo porque as palavras nunca nos deixam de surpreender.
Joana Providência nasceu em Braga em 1965. Iniciou os estudos em Dança Clássica com Fernanda Canossa. Em 1989 terminou o curso da Escola Superior de Dança do Instituto Politécnico de Lisboa, como bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian. Para projeto de fim de curso criou Mecanismos, trabalho premiado com o Sete de Ouro - Revelação. Integra a direção artística da ACE Teatro do Bolhão desde 2003, e leciona, desde 1995, a disciplina de Movimento na ACE Escola de Artes. Da sua vasta criação enquanto coreógrafa destacam-se Território, Terra Quente, Terra Fria, Mão na Bocae Inquietações, e os projetos para a infância Opostos Bem-dispostos e A Menina do Mar e A Fada Oriana, de Sophia de Mello Breyner.
A ACE Teatro do Bolhão foi formada em 2002, constituída por um grupo de onze profissionais com direção artística de António Capelo, Glória Cheio, João Paulo Costa, Joana Providência e Pedro Aparício, a que mais tarde se juntou António Júlio. A companhia, sediada no Palácio do Bolhão, tem uma relação sinergética com a ACE Escola de Artes, hoje com 26 anos de atividade, integrando os jovens profissionais formados numa equipa de trabalho em constante renovação.
Direção Artística Joana Providência
Interpretação Sandra Salomé
Apoio a Figurinos Lola Sousa
Apoio Plástico Cristóvão Neto, Filipe Mendes e Lola Sousa
Apoio a Som Fábio Ferreira
Direção de Produção Glória Cheio
Duração 40 minutos
20 jan | 11h00 e 15h00
Sala de ensaios . Rivoli
entrada livre | M/6