Maria Trabulo / Soará a silêncio, o som de uma revolução dentro de um Bunker?
12-01-2018
Instalação / Performance
"Soará a silêncio, o som de uma revolução dentro de um Bunker?" apresenta-se como uma instalação composta por elementos vários, que performers ativarão em momentos programados, convidando a que esta ação se estenda ao público.
O decorrer da história demonstra-nos que o protesto é uma ação que nos é intrínseca, e necessária ao avanço dos tempos. As redes sociais foram determinantes na forma como as revoluções e protestos que marcaram a história global recente se desenrolaram, mas terão estas por isso, sido mais eficazes? Utilizamos as redes sociais enquanto novas ferramentas e espaços que possibilitam a expressão e protesto, mas podem estas ações ecoar através das espessas paredes do bunker? Num presente que é cada vez mais uma mediação entre a existência física e a digital e onde a voz nas ruas parece ter dado lugar ao post na Web, esta obra apresenta uma reflexão em torno da possibilidade de ainda se poderem fazer revoluções, face as alterações que a revolução digital introduziu na sociedade e comunicação, e face ao isolacionismo praticado pelos estados. A ser possível, que forma deve tomar? E do interior do bunker, soará essa revolução a silêncio?
Maria Trabulo (Porto, 1989) é artista plástica, vive e trabalha entre Porto e Viena. Maria mantém uma prática artística ativa desde 2010, expondocolectiva como individualmente, com regularidade em Portugal e noestrangeiro. O seu trabalho tem sido reconhecido a nível internacional, e tem participado de várias publicações e espaços online, bem como de conferências e residências artísticas. Adicionalmente, Maria tem ao longo do seu percurso participado de projetos colaborativos com outros criadores no campo das artes, arquitetura e artes performativas. Tem desde 2012 sido membro fundador de vários projetos geridos por artistas¬ na cidade do Porto.
Concepção, instalação e Texto Maria Trabulo
Com a Participação de Olinda Favas, Ana Mula, Xavier Paes, Ana Amorim, Gil Monteverde, Inês Quente, Thais Guimarães, Clara Forte, Helena Ferreira e Grupo Sintoma
Agradecimentos Mato Lagator, Jérémy Pajeanc e Rita Castro Neves
20 jan | 12h00 - 04h00
Foyer do Auditório MO . Rivoli
entrada livre | M/6