Miguel Loureiro / A fera na selva
12-12-2018
Teatro
Esta é a história de um affair entre John Marcher e May Bartram, mas sobretudo entre nós, que assistimos, e eles, que adiam a vida.
Dois atores para duas personagens em décor sóbrio, indefinido, talvez intemporal. Tudo demasiado doce para não potenciar uma violência extrema, mas estática, envenenada. Explicam-nos o mundo, como Marguerite Duras nos costuma explicar, explicam-nos a impotência perante esse mundo, perante o amor que adiam, perante o medo que pressentem na fera que espreita, sensação que domina John, a catástrofe eminente, que os arrastará para o fim. Uma via para a destruição comum e cúmplice, esse medo, essa procrastinação de uma hipótese de felicidade, de uma hipótese de vida. Uma vida por procuração, dada em frases inconsequentes, sem ponto de gravidade, enigmáticas, sem retorno.

Ator e encenador, Miguel Loureiro é formado no Instituto de Formação, Investigação e Criação Teatral e na Escola Superior de Teatro e Cinema. Tem trabalhado como intérprete em diversos espetáculos de teatro, ópera e performance, colaborando com artistas como Nuno Carinhas, Luis Miguel Cintra, Bruno Bravo, João Grosso, Luís Castro, Lúcia Sigalho, Maria Duarte, Álvaro Correia, Fabrizio Pazzaglia, Jean-Paul Bucchieri, Carlos Pimenta, André Teodósio e João Pedro Vaz. Tem assumido o papel de encenador em estruturas como a Casa Conveniente, Cão Solteiro, O Rumo do Fumo, Teatro da Comuna, Galeria Zé Dos Bois e Mala Voadora. Em cinema, participou como ator em várias curtas-metragens.


Tradução João Paulo Esteves da Silva
Encenação Miguel Loureiro
Cenografia Tomás Colaço
Figurinos José António Tenente
Desenho de Luz Daniel Worm
Interpretação Margarida Marinho e Filipe Duarte
Coprodução Teatro Municipal do Porto e CCB - Centro Cultural de Belém, Lisboa


FEVEREIRO
8 Sex 21.00h & 9 Sáb 19.00h 

RIVOLI Palco do Grande Auditório 
7.50€ | >12  



Em paralelo
7 Qui 10.30h
Masterclass com Miguel Loureiro 

8 Sex 22.15h
Conversa pós-espetáculo com André Correia 
Miguel Loureiro