Aprovado voto de pesar pela morte do empresário Belmiro de Azevedo
A Assembleia Municipal do Porto aprovou ontem à noite, em sessão extraordinária, um voto de pesar pela morte do empresário Belmiro de Azevedo, ocorrida na última quarta-feira, 29 de novembro.

O voto de pesar, acompanhado de um minuto de silêncio, foi subscrito pelo movimento independente Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido, pelo PS e pelo PSD e mereceu o voto contra do PCP e a abstenção do BE.

Os deputados municipais expressaram ainda as "mais sentidas" condolências à família do empresário.

O empresário Belmiro de Azevedo morreu na última quarta-feira aos 79 anos, depois de décadas ligado ao grupo Sonae, que transformou num império com negócios em várias áreas e extensa atividade internacional. O funeral realizou-se na Igreja Paroquial de Cristo Rei, no Porto, com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.