COMUNICADO: Júri do concurso volta a analisar proposta sobre o Rosa Mota

A Porto Lazer desistiu do recurso apresentado contra a decisão do Tribunal Administrativo do Porto, que obrigava o júri do concurso de conceção do Pavilhão Rosa Mota a readmitir o consórcio "Porto 100% Porto".

 

A empresa municipal tinha recorrido da decisão tomada em março, mas decide agora desistir da mesma após concluir pelo elevado risco de decaimento do recurso e à urgência de reabilitação do pavilhão, cuja degradação é cada vez mais evidente. Note-se que o processo judicial poderia arrastar-se nos tribunais por anos.

 

Com esta decisão, o concurso será retomado pelo júri, que voltará a analisar a proposta do consórcio "Porto 100% Porto", esperando o Município que esta decisão acelere o processo de reabilitação e exploração do equipamento.