Igreja dos Congregados

A Igreja foi construída no fim do sé. XVII, no local onde existia uma capela dedicada a Santo António. Estava anexa ao Convento da Congregação do Oratório, demolido para abertura da Rua de Sá da Bandeira. A fachada, embora sóbria, revela alguma influência do barroco. Já no séc. XX, foi decorada com azulejos, da autoria de Jorge Colaço. No interior, os púlpitos e retábulos laterais em talha dourada são obras do séc. XVIII.