Rua de Cedofeita

Aberta em 1784, no prolongamento de uma antiga via, por ordem de João de Almada e Mello. Fronteira à secular Colegiada de Cedofeita, tornou-se numa importante zona residencial. Hoje é um dos principais eixos comerciais da cidade. A Rua está povoada por edifícios construídos entre os séculos XVII e XX. Durante o Cerco do Porto, o regente D. Pedro fez o seu quartel-general no prédio nº 395, depois de bombardeada a zona do Palácio dos Carrancas.