Segurança

No programa Segurança e securitismo dos cidadãos foram executados 3,9 milhões de euros.


O Batalhão de Sapadores Bombeiros (BSB) manteve o cumprimento do reequipamento plurianual individual e coletivo. Manteve ainda o investimento na manutenção e renovação dos equipamentos de intervenção em incêndios urbanos, mergulho, salvamento em altura, desencarceramento e matérias perigosas, com o objetivo permanente da melhoria da capacidade de resposta, bem como o programa de manutenção preventiva dos equipamentos de socorro e reequipamento/substituição/reforço gradual das comunicações com novos equipamentos. Realçam-se os concursos de aquisição de um veículo urbano de combate a incêndios, um veículo ligeiro de combate a incêndios, um veículo escada, um veículo grua, um veículo de proteção multiriscos especial, um veículo de comando tático, duas ambulâncias de socorro e uma mota de água de socorro.


Por forma a manter a operacionalidade nos seus padrões de excelência, tornando o BSB num quartel moderno e adequado à resposta de socorro à cidade e para além do Porto, as instalações estão a ser alvo de intervenções de manutenção.


As instalações do Centro de Gestão Integrada (CGI), localizadas no BSB, tem sido alvo de melhoria contínua, trazendo ao CGI novas valências que envolvem as várias Unidades Orgânicas do Município, Agentes de Proteção Civil e outras Entidades.


Em 2017, a Polícia Municipal do Porto (PMP) foi reforçada com 60 polícias (9 chefes e 51 agentes) e foi aprovado o novo regulamento com a estrutura e competências das subunidades policiais e não policiais.


Seguindo a linha orientadora de investimento e fortalecimento na prevenção e fiscalização de trânsito, a PMP adquiriu novas unidades móveis que permitem uma resposta mais célere e segura. A aposta em veículos não poluentes - viaturas elétricas e velocípedes sem motor - iniciou o percurso da diminuição da pegada ecológica da operação da PMP.


No segundo semestre de 2017 constitui-se a Divisão de Fiscalização de Trânsito - sedeada no edifício do siloauto - e centralizou-se todo o processo de gestão de eventos relacionados com a fiscalização de trânsito na cidade, com particular ênfase na adesão à plataforma SCOT (Sistema de Contraordenações de Trânsito) da Autoridade de Segurança Rodoviária.


Mantendo a aposta na segurança e conforto dos colaboradores a PMP adquiriu variados equipamentos de proteção individual que permitem a execução do trabalho diário em condições de elevada segurança (visibilidade) e cumprindo os padrões de qualidade, higiene e segurança legalmente exigidos.


A Proteção Civil, com o objetivo de promover a coordenação, preparação, resposta e recuperação a acidentes graves e catástrofes, na salvaguarda da população, dos bens e do património na cidade do Porto, reforçou a aquisição de equipamentos de comunicação de acesso restrito (rádios SIRESP) e de meios a utilizar em Teatro de Operações, designadamente com a aquisição de mais uma tenda de campanha, aumentou a capacidade de resposta na área da sensibilização, inovando nas apresentações, e materiais/brindes utilizados e entregues aos diversos públicos-alvo.


A nível da segurança ambiental, o Departamento de Proteção Civil procedeu, através de contrato de prestação de serviços com um apicultor, ao extermínio de 108 ninhos de Vespa Velutina, vulgo asiática.