Segurança

No programa Segurança e securitismo dos cidadãos foram executados 4,4 milhões de euros.


O Batalhão de Sapadores Bombeiros (BSB) manteve o seu reequipamento plurianual no equipamento individual e coletivo. Foi dotado com o novo equipamento de proteção individual completo para todos os colaboradores, incluindo os novos sapadores bombeiros recrutas, a frequentar a recruta desde Dezembro de 2015. Renovou o fardamento individual de serviço, tendo em vista a uniformização dos corpos de bombeiros profissionais.


Manteve-se o investimento na manutenção e renovação dos equipamentos de intervenção em incêndios urbanos, mergulho, salvamento em altura, desencarceramento e matérias perigosas, com o objetivo permanente da melhoria da capacidade de resposta, bem como o programa de manutenção preventiva dos equipamentos de socorro e reequipamento/substituição gradual das comunicações com novos equipamentos, com realce para a aquisição de um veículo urbano de combate a incêndios, uma embarcação de socorro, equipamento de resgate em estruturas colapsadas e equipamento de comunicações em túneis e caves.


Por forma a manter a operacionalidade nos seus padrões de excelência, tornando o BSB num quartel moderno e adequado à resposta de socorro à cidade do Porto, as instalações estão a ser alvo de intervenções de manutenção.


As instalações do Centro de Gestão Integrada (CGI)  foram transferidas do edifício dos Paços do Concelho para as instalações do Centro Municipal de Operações de Emergência de Proteção Civil, localizado no BSB, trazendo ao CGI novas valências que envolvem as várias Unidades Orgânicas do Município, Agentes de Proteção Civil e outras Entidades.


No âmbito da Polícia Municipal, estabeleceu-se como prioridade o incremento da capacidade de resposta de fiscalização de trânsito tendo em vista a melhoria da mobilidade e das acessibilidades. Nesse sentido implementaram-se novas equipas policiais de alta mobilidade (motociclos) para resposta célere às solicitações. Paralelamente o aumento da capacidade de remoção de viaturas através da contratualização de seis reboques permitiu uma melhor fruição do espaço público por quem vive, trabalha ou visita a cidade.


Durante 2016 a Polícia Municipal Porto integrou a rede nacional de emergência SIRESP - Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal, que garantiu a articulação com as forças de segurança e de proteção civil.


A Proteção Civil, com o objetivo de promover a coordenação, preparação, resposta e recuperação a acidentes graves e catástrofes, na salvaguarda da população, dos bens e do património na cidade do Porto, procedeu à aquisição de equipamento de proteção individual e dispositivos de proteção coletiva. Reequipou ainda os postos de trabalho com aquisição de mobiliário adequado, modernizou-se com a aquisição de novos equipamentos de comunicação de acesso restrito, dotou as equipas com equipamento de apoio operacional/logístico e inovou nas ações de sensibilização com equipamentos multimédia,  materiais e brindes para os diversos públicos-alvo.