11- Casa do Infante
15-06-2016

Construída em 1325, a Casa do Infante é assim designada por aí ter nascido Henrique, o Navegador.

O edifício, dos mais antigos da cidade, terá sido também o maior em dimensão, sobretudo pelas duas torres mandadas construir no século XIV, há muito desaparecidas. O monumento nacional foi servindo diferentes propósitos ao longo dos tempos, como residência para visitas oficiais da casa real, a antiga Alfândega da cidade e Casa da Moeda que aí tiveram os seus serviços instalados durante vários séculos. Nos anos 90 a casa foi restaurada e, como resultado das escavações arqueológicas, revelaram-se vestígios da ocupação moderna, medieval e romana. Os pavimentos em mosaico entre outras descobertas, indicam ter sido ainda a habitação ou palacete de um cidadão abastado no período romano.  

A estação 11 do Museu da Cidade inscreve-se no eixo sonoro e no eixo material do mapa, reativando um rasto de memória, composto por vestígios e gestos. Além das exposições permanentes e do Arquivo, foi aberto recentemente o Gabinete do Tempo, com um ciclo de exposições que provoca uma experiência aprofundada sobre episódios e perspetivas da cronologia da cidade, convocando a memória e permitindo a imaginação de saltos e relações mais ou menos prováveis entre este e outros tempos.


Endereço

Rua da Alfândega, 10. 4050-029 Porto


T.: (+351) 222 060 400/423


Autocarro: 500, 900, 901, 906, ZM, ZR, 1

Metro: S. Bento

Estacionamento: Praça do Infante D. Henrique